O Inforpaulense vai de férias

EDITORIAL

Todos precisamos e temos direito a um descanso. Todos deviam gozar umas merecidas férias.

Na última quinzena de agosto a agenda informativa da vila está mais desanuviada do que nestas ultimas semanas e porque estamos mesmo de férias o Inforpaulense vai também de férias.

Não queremos deixar a ideia de estarmos queixar-nos. Longe disso. Mas não tem sido fácil conciliar os afazeres profissionais com a realização atempada de cada edição do Inforpaulense. É um trabalho desgastante. Exige que estejamos sempre disponíveis para colher, tratar e publicar os diversos acontecimentos que vão ocorrendo por aqui.

Na verdade, sem fazermos esta pausa no jornal quando estamos a gozar férias profissionais, conseguíamos aliviar a pressão do trabalho (cada vez mais exigente) e continuávamos com a pressão do jornal por fazer e com a quinta-feira dia em que habitualmente fica on-line a aproximar-se todas as semanas de forma tão rápida e a causar grande stress.

Daí que, a opção de pararmos estas duas semanas parece ser a melhor para recarregar baterias e continuar esta missão informativa até que possamos garanti-la, quer pessoalmente, quer do ponto vista económico.   

Regressamos em setembro.

Entretanto, a nossa página no Facebook https://www.facebook.com/Inforpaulense-Jornal-Digital-do-Paul-170541873013788/, estará ativa e se tal for necessário atualizar a agenda informativa.

Para quem está de férias ou para quem vai iniciar não se esqueçam da mala emocional para usar neste período, que recordamos porque vamos também fazer a nossa.

Assim, "A vida está cheia de coisas que não podemos controlar. Mas há outras que podemos." 

Portanto na mala emocional não se deve, levar expectativas demasiado elevadas condicionam a forma como vivemos a realidade, afetando-a positivamente ou negativamente, não há lugar para o stress, nem para a comparação com as férias do vizinho, colega, as dos anos anteriores ou até mesmo das séries de sonho da televisão, é preciso aproveitar as nossas.

A imaginação deve ter lugar cativo na mala e para isso temos de identificar atividades diferentes que possamos fazer durante as férias  para que seja uma verdadeira mudança de rotina e num cantinho da mala devemos arrumar a flexibilidade de horários e atividades, bem como, a empatia, para isso devemos focarmos-nos também nos outros e nas suas necessidades encontrando soluções de compromisso e por ultimo em quantidades XL, lugar para a alegria e a boa disposição. Coloque várias peças destas, serão certamente necessárias.

Não leve mais peças na mala, não vai necessitar delas! Viva esta época com alegria e de uma forma saudável.


Partilhar