Uma viagem pelo mundo exposta no Café da “Ti” Gloria

Em jornalismo não devemos nunca falar em discurso direto.  O protagonismo nunca pode ser de quem escreve, mas do quê e de quem se escreve. Mas temos de confessar que ficámos com um nó na garganta, quando olhámos para aquelas paredes do Café da Ti Gloria, elas próprias testemunhas de muitas histórias deste emblemático estabelecimento e vimos ali plasmado muito da história do Rancho Folclórico da Casa do Povo do Paul.

A emoção que sentimos foi  por termos feito parte dela, mas também por termos assinado dezenas de artigos dentro e fora das fronteiras da vila, testemunhos vivos de um percurso de "Uma família octogenária”, assim se intitula a exposição “sobre as estórias que fazem a história da valência mais antiga da Casa do Povo do Paul, o seu Rancho Folclórico. Trata-se de um conjunto de locais que acolhem temáticas diferentes do grupo e desenham, assim, um percurso artístico. A primeira parte do percurso artístico está já nas paredes do Café Central Ti Glória e retrata a longevidade desta família, em fotografias, reportagens, documentos e outros arquivos. Visitem até ao final do ano e deixem a vossa opinião no nosso livro de sala”, assim é dito pela organização.

Por vezes os “chavões” servem mesmo para os citarmos com propriedade e no caso é bem verdade que “recordar é viver”.  Para os que fizeram parte, desta singular historia de oitenta anos e de forma geral para a comunidade paulense, esta exposição é uma viagem pelo mundo que vale pena embarcar nela e visita-la.

 Ali naquelas paredes que ouviram tantas estórias, que presenciaram tantos encontros e desencontros da vida paulense, está um pedaço de percurso existencial de um dos embaixadores culturais da freguesia que andou pelo mundo a semear a cultura tradicional.

Da participação em 1996 na 1ª Folcloríada Mundial na Holanda, às digressões por terras gaulesas, helvéticas e espanholas entre outras, passando pela participação em inúmeros acontecimentos culturais dentro das fronteiras do país, está tudo ali para ser visto até ao final do ano. 

 


Partilhar